Guia Definitivo | Custo de Vida de um brasileiro na Argentina

Reading time: 14 minutes

Uma das dúvidas mais frequentes dos brasileiros que querem estudar na Argentina é sobre o custo de vida. Vale ressaltar que o custo de vida depender do estilo de vida de cada pessoa. Por exemplo: O custo de vida de uma pessoa que tem como costume sair todo fim de semana; curtir um barzinho; pegar um cineminha e almoçar fora todos os dias é muito mais alto que o custo de vida de que vem com o foco somente nos estudos. Sendo assim, quero que você conheça os 7 fatores que interferem diretamente no custo de vida de um brasileiro aqui em Buenos Aires.

1) Curso de Espanhol; 2) Moradia; 3) Alimentação; 4) Lazer; 5) Transporte ; 6) Universidade e 7) Plano de Saúde.

Não se engane, todos os temas que eu abordei fazem parte da vida de qualquer brasileiro aqui em Buenos Aires. Resolvi abordar os 7 fatores de modo bem resumido e simplificado, abordando também os gastos com cada um deles. Vamos considerar que o fator de n° 6 e 7  não interfira diretamente no orçamento de algumas pessoas.

Antes de iniciar a abordagem quero chamar sua atenção para 2 coisas, a 1) é que esse artigo tem a intensão de passar a realidade do que realmente você gastaria aqui em Buenos Aires, digo isso por experiência e por saber que existem empresas de intercâmbio que omitem ou até mesmo não passam as informações de forma clara, a 2) é fazer com que você se identifique com o melhor orçamento e chegue a uma conclusão de quanto sairá seu projeto de estudar na Argentina. Vamos então?

1) Curso de Espanhol

Clique na imagem para conhecer nosso curso de espanhol para 

Ganhou o destaque de primeiro lugar porque tudo dependerá diretamente do espanhol,

  1. Fazer o Exame para obter o Certificado Oficial de Espanhol para apresentar como documento obrigatório para ingressar na universidade;
  2. Aprovar nas matérias do CBC e UBAXXI
  3. Conversar com as pessoas, fazer amizades, ou seja, se socializar
  4. Resolver problemas do dia-adia
  5. Para se adaptar a cultura do País e etc..

Com isso você percebe que para tudo você precisará dominar o idioma. Sabendo disso vamos ao valor do investimento. Com base no curso que oferecemos, você não terá mensalidades pois se trata de um único pagamento. Caso esteja estudando a possibilidade de fazer um curso de espanhol te convido a conhecer nosso método de ensino clicando nesse link.

Valor do investimento: R$ 697,00

2) Moradia;

  1. Hotel
  2. Apartamento mono ambiente
  3. Apartamento Compartilhado
  4. Residência Estudantil
  5. Hostel

Hotel ****

Acredito que cerca de 99,8% dos estudantes que vem para estudar na Argentina não escolhem essa opção a não ser no caso de permanecem pouco tempo até conseguirem um lugar accessível ao seus orçamentos. Como no caso de quem chega em Buenos Aires e ainda não tem a questão da moradia resolvida. Mas, há quem pode viver num hotel durante alguns anos, desde que o dinheiro não seja nenhum problema para ela. A muitos hotéis em diversas partes de Buenos Aires, porém os mais disputados são aqueles que estão nas proximidades das Universidades, mas a grande questão é que 90% dos hotéis possuem preço absurdos para quem deseja residir, então considere o

Valor do investimento: R$ 7.100,00 mensais com café da manhã incluso.

Apartamento mono ambiente

Uma das melhores opções para quem deseja ter uma vida mais reservada e confortável.  Muitos estudantes buscam por privacidade total, e essa opção te oferece isso por um preço camarada. Esse modelo de apartamento possui apenas um ambiente com banheiro, porém não se engane, há espaço suficiente para acomodá-lo como quiser. Na maioria, se não todos você precisa pagar obrigatoriamente as expensas do local, expensas são serviços de portaria, Gás, água e segurança. Esse quesito torna o aluguel um pouco mais caro, porém acaba compensando pelo fato de não ter que se preocupar com muitas contas para pagar no final do mês, pois já estarão embutidas na expensa. Um ponto positivo é que se a água e gás estiverem inclusos na expensa você poderá utilizá-los a vontade, ou seja, você poderá estudar de baixo de chuveiro. 🙂

Valor do investimento: R$ 2.500,00 mensais

Apartamento Compartilhado

Essa opção se enquadra perfeitamente com a opção que acabamos de ver acima, pois é muito comum estudantes dividirem um apartamento mono ambiente, porém o modelo que quero te apresentar aqui é diferente, esses apartamentos geralmente possuem 3 ou 4 quartos, sala ampla, cozinha, 2 banheiros e uma varanda. O valor é mais caro, porém divido por 4 pessoas fica bem mais barato, veja abaixo

Valor bruto do investimento será de R$ 6.400,00 mensais, porém dividido por 4 pessoas você pagaria somente R$ 1.600,00 por mês.

Residência Estudantil

A Residência Estudantil se trata de um casarão com vários quartos, cozinha compartilhada, sala compartilhada, banheiro compartilhado e até mesmo quartos compartilhados com acomodações para até 8 pessoas! Vale ressaltar que, com quanto mais pessoas você dividir o quarto mais barato ficará seu aluguel, mas também é possível conseguir quartos individuais.

Esse cenário é bem econômico ao ponto de vista de quem realmente deseja não gastar muito.

Um ponto positivo de se viver numa Residência Estudantil é que você terá wifi, água, luz, gás e até mesmo outros serviços como café da manhã e almoço incluso. Um ponto negativo é que você sempre estará subordinado a regras do local e não terá muita liberdade ou privacidade.

Valor do investimento: R$ 900,00 mensais dividindo um quarto com 2 pessoas e sem alimentação.

Hostel

Se você tirar a letra “s” dessa palavra você terá a palavra “Hotel“. Na verdade um estabelecimento de hospedagem semelhante ao hotéis, porém muitos deles não possuem serviços. Esse modelo de moraria ganha destaque quando se trata de economia, é uma da opções de moradia mais econômica em Buenos Aires.

Diferentemente de uma Residência Estudantil e apartamentos, você consegue pagar diárias e permanecer quanto tempo desejar. Existem centenas de estudantes que residem nessas estalagens. Bom, considerando o fato de não possuir nenhum tipo de serviço além dos quartos, servindo somente para dormir o preço é bem accessível.

Estamos falando de um investimento de 700,00 mensais

3) Alimentação

A verdade é que me senti um pouco perdido em como expor esse assunto por se tratar de classificação social, pois não são todos os estudantes que podem usufruir de uma boa alimentação aqui em Buenos Aires, mas de qualquer forma quero classificar esse tema em 3 partes: A 1) Alimentação classe baixa, 2) Alimentação classe média e a 3) Alimentação classe alta. Resolvi passar detalhadamente o que cada classe consome e quanto gasta baseado no conhecimento que adquiri ao longo de um ano que trabalhei numa agência de intercâmbio aqui na Buenos Aires.

1) Alimentação classe baixa

Você precisará cozinhar sua própria comida durante todo mês e evitar gastos com qualquer outra coisa a não ser com transporte público, um assunto que veremos no decorrer desse artigo. Em hipótese alguma você poderá comprar mantimentos na Capital de Buenos Aires, pois as coisas são muitas caras. Você precisará se deslocar da capital até as Províncias de Buenos Aires. Um local perfeito para quem quer economizar é comprar no MERCADO CENTRAL, que está localizado numa província chamada Tapiales que fica na Autopista Ricchieri y Boulogne Sur Mer, ao lado do Aeroporto Ezeiza.

Resumindo, esse mercadão é a fonte que abastece todas as Fruterias e Supermercados de Buenos Aires e províncias, ou seja, lá você consegue comprar frutas e legumes com preço de banana, realmente é muito – mais muito barato. Além das frutas e legumes, você também encontra uma variedade de carnes e frios pela metade do preço que você encontraria em toda capital de Buenos Aires. Considere comprar frutas, legumes e carnes para todo mês com um valor bem abaixo.

Uma compra para o mês inteiro nessas condições você gastaria cerca de 400,00 mensais.

2) Alimentação classe média

Essa classe também não deixará de cozinhar sua própria comida, porém não precisarão recorrer ao Mercado Central para comprar mantimentos. Mas, se preferirem ir ao Mercado Central poderão esbanjar de uma excelente alimentação. Além disso, poderão comer fora umas 4 vezes por mês.

Uma compra para o mês inteiro nessas condições você gastaria cerca de 600,00 mensais.

3) Alimentação classe alta

Nessa classe você não precisará se preocupar com muita coisa a não ser achar um bom restaurante para almoçar e jantar todos os dias ou até mesmo cozinhar sua própria comida.

Nessas condições você gastará cerca de 1700,00 por mês

4) Lazer

…bom, muita gente faz questão de deixar os estudos de lado nos finais de semana para descansar a mente e dar uma relaxada! Porém, não são todos que gostam de descansar e relaxar em casa assistindo Netflix e comendo pipoca , a maioria prefere sair de casa, e nesse ponto que queria chegar! Pois em Buenos Aires você consegue gastar muito dinheiro em apenas uma noite. Eu conheci pessoas que já gastaram cerca 30mil pesos numa noitada, isso equivale cerca de 5mil reais. Para uns isso não é muita coisa, mas para outros…

Por isso eu decidi classificar o Lazer em 3 fases.

1) Lazer básico

…bom, se você não quer passar o final de semana trancado dentro de casa por falta de grana você tem algumas opções, uma delas é ir a praça, existem muitas praças em Buenos Aires, uma mais linda que a outra, uma outra opção é visitar museus, que também no meu ponto de vista é uma das melhores coisas a se fazer para se distrair.

Nessa programação seu único gasto será com passagens, e só para dizer que não gastou com nada, tome um sorvetinho no Mcdonalds.

Considere gastar uns R$ 60,00 reais por mês, ou seja, R$ 15,00 por semana.

2) lazer econômico

Se no fim de semana você gosta de sair para comer ou ir num barzinho para beber com os amigos considere seu orçamento mais caro! Mas lembre-se que seu orçamento deve ser econômico e nunca se esqueça, se beber não dirija. Peça um UBER ou um TAXI.

Considere gastar uns R$ 400,00 por mês, ou seja, R$ 100,00 por semana.

3) Lazer catraca livre

Use sua imaginação e faça o que vier na “teia”.

5) Transporte

No meu ponto de vista o Transporte Público nem deveria estar em nossa lista de fatores que interferem diretamente no custo de vida de um brasileiro, pois é muito barato. Porém, a outros meios de transporte aqui e em toda parte do mundo. Por isso vamos classificar esse fator em 3 pontos.

1) Transporte Público

Diferentemente de alguns lugares no brasil, em Buenos Aires possui diversas empresas de linhas de ônibus, ou seja, se por ventura você perder seu ônibus basta fixar bem seu olhar no horizonte que você verá uma outra linha que irá para o mesmo destino. Resumindo, é ônibus de 5 em 5 minutos; O custo da passagem é de $7 pesos que equivalem cerca R$ 1,00.

Considere gastar uns R$ 40,00 por mês

2) Uber e Taxi

Considere ter um gasto bem maior utilizando esse meio de transporte. O preço não difere tanto do Brasil, é caro! Se você for utilizar esse meio de transporte umas 2 vezes por dia durante todo mês, considere gastar cerca de R$ 1.200,00 mensal podendo ser mais dependendo do lugar onde você residir.

Sendo assim, não vejo muita vantagem, a não ser utilizá-los nos fins de semana.

6) Universidade

Universidade Pública

Talvez você saiba e talvez não, mas existem universidades públicas e privadas aqui na Argentina, e não se engane, as públicas estão entre 100 melhores universidades do mundo. Entre elas está a UNIVERSIDADE FEDERAL DE BUENOS AIRES (UBA). Como mencionei lá no começo, esse fator não influência diretamente no orçamento de muitos brasileiros. A intensão desse tema não é falar sobre as Universidades, mas sim do orçamento que você gastaria estudando numa universidade privada ou pública, talvez em um outro artigo eu possa falar detalhadamente sobre cada Universidade, me diga nos comentários se você gostaria  que eu escrevesse sobre elas.

Se você já se decidiu e vai estudar numa universidade pública, você precisa se atentar nos gastos que você terá com materiais, sim! Isso mesmo. Você precisará comprar todos os seus materiais de estudos como livros, apostilas e xerox. O preço não é absurdo mais vale integrá-los no seu orçamento final.

Antes de falar do seu investimento em materiais, quero chamar sua atenção para o primeiro tema que abordamos nesse artigo, se lembra do espanhol? Então, não é brincadeira! Muitos brasileiros possuem sérias dificuldades na aprendizagem de uma nova língua, e ter que estudar através de livros de alta didática e apostilas complexas requer um nível intermediário b2 no idioma, com isso se dedique na aprendizagem do idioma, certo! 🙂

Mas, vamos ao mais importante que é o valor do investimento!

Se você for tirar xerox de tudo, como por exemplo: Livros, apostilas e etc.. você gastará cerca R$150,00 para cada semestre, ou seja, R$ 25,00 por mês.

Universidade Privada

Independentemente da universidade não há muita diferença de valores entre elas, mas vale considerar que há uma diferença. Entre a Fundación H. A. Barceló, existem muitas outras como: Universidade Austral, Universidad Católica e etc..

Considere o investimento de R$ 2.500,00 a R$5.000,00 incluindo materiais de estudos.

Plano de saúde em Buenos Aires

Como mencionei no começo desse artigo, esse tema também não influência diretamente no orçamento dos muitos brasileiros que vem estudar aqui na Argentina, pois é possível utilizar esse serviço de forma gratuita! Nós brasileiros temos uma má impressão e experiencia do sistema de saúde público do Brasil. Mas não se engane! O sistema de saúde público aqui na Argentina funciona muito bem para todos.

Porém, não é a vontade de todos utilizarem os serviços públicos! Então muitos optam por planos de saúde. Diferentemente do absurdo que é cobrado do brasileiro no Brasil, aqui na Argentina, para se obter um plano de saúde é muito barato, um dos melhores planos de saúde para estudantes custa em torno de R$ 250,00. Acredite se quiser, cobre absolutamente tudo e alguns planos te dá direito a uma cirurgia plastica por ano.

Se você deseja que façamos um artigo detalhando mais detalhes sobre os melhores planos de saúde da Argentina, avalie esse artigo nos comentário e solicite-nos que postaremos em breve!

… bom é isso! É possível detalhar bastante cada tema que abordamos, mas o principal objetivo nesse artigo é fazer com que você calcule quanto gastaria em seu intercambio educacional aqui na Argentina. Considere como base os valores que citei acima, e não se esqueça de nos dizer se esse artigo te ajudou ou não!

Comente nos comentários abaixo se você realizará um intercâmbio e quando! Compartilhe suas futuras experiencias com todos.

Um abraço e nos vemos no próximo artigo.